NOTÍCIAS

Calendário do Evento



PROGRAMA DO SINTRA PORTUGAL PRO 2014

18 de Setembro

 

12h00: Conferência de imprensa ,Hotel Arribas Praia Grande , Sintra


22 de Setembro 

Inscrições e confirmações atletas na praia

19h30: Cocktail boas vindas no Mar Bar, Praia Grande .


23 de Setembro

9h00: Abertura e inicio do evento, primeiras fases de eliminação Open, 18h00:  fim do dia de competição.

24 de Setembro

9h00: Início da Competição Open 3,4 e 5 round, 17h30:  fim do dia de competição.

 

25 de Setembro

9h00: Início da competição Open e Feminino, 1, 2 round feminino, Pro Júnior, DTKW, 17h30: fim do dia de competição.

26 de Setembro

9h00: Início da competição Open, Feminino, Júnior, 17h30: fim do dia de competição.

23h00: Festival de cinema Mar Bar Praia Grande .

27 de Setembro

 

9h00: Início da competição, 1/8 Final , feminino, open, Junior, 18h00: previsto fim do dia de competição

28 Setembro

9h00: Início da competição, fases finais do evento, ½ finais nas categorias Open, Feminino , DTKW, Júnior , 13h30: expression session, 15h00: inicio das Finais, 16h30: Cerimonia de entrega de prémios, Fim do Sintra Portugal PRO 2014.

Sintra Portugal Pro arranca para 19º episódio de história de sucesso

 

A Praia Grande recebe, entre 23 e 28 de Setembro, os melhores bodyboarders do planeta naquela que é a 19a edição do Sintra Portugal Pro.

 

Este ano, pela primeira vez, a cargo da APB (Association of Professional Bodyboarders) esta prova emblemática do Circuito Mundial é a mais antiga do calendário do Mundial a ser realizada sem interrupções.

 

Entre os nomes mais sonantes a marcar presença na popular praia do concelho de Sintra, que será palco da competição de Drop Knee, Open Masculino e Feminino e Junior, destaque para os irmãos Hubbard: Jeff, tricampeão mundial e apontado como um dos mais inovadores atletas da modalidade e Dave, campeão mundial da especialidade de Drop Knee e um dos mais polivalentes bodyboarders do globo.

 

Mas também poderemos contar com outro ex-campeão mundial do Drop Knee, o peruano César Bauer, além dos melhores atletas nacionais e um rol de “watermen” da elite internacional, ainda por confirmar.“Pretendemos que o Sintra Portugal Pro 2014 seja, como é habitual, um exemplo de organização elogiado por todos, ano após ano”, refere Román Alvarez, representante da Federação Portuguesa de Surf, e que, há 19 anos se encarrega de levar a bom porto a única prova do Mundial de Bodyboard realizada no Continente europeu, que também passa pelo Havai e América do Sul.

 

Este ano, teremos a estreia da classe Junior, para bodyboarders sub-18, que pretende dar um impulso extra à talentosa nova geração nacional e internacional, com a oportunidade de competirem num ambiente próprio das maiores provas internacionais.

 

O Prize Money total é de 62 mil dólares e são esperados cerca de 150 atletas para conquistar uma fatia deste apetecível bolo mais pontos preciosos para a disputa dos respectivos títulos mundiais.

 

Os campeões de 2013

 

Open masculino

 

Ben Player, Austrália

 

Feminino

 

Isabela Souza, Brasil

 

Drop Knee

 

Dave Hubbard, Havai

 

Junior

 

Ano de estréia, logo, sem campeão em 2013

Praia Grande coroa Lucas Nogueira, Isabela Sousa e Dave Hubbard

photo4

 

Lucas Nogueira foi o vencedor surpresa do GQS masculino do Sintra Portugal Pro 2013, ao bater Pierre Louis Costes na última onda da final, a escassos segundos do fim da bateria. Um desfecho dramático no último dia da 18a edição da etapa portuguesa do circuito mundial de bodyboard (IBA World Tour) que também coroou, igualmente do Brasil, Isabela Sousa, na competição feminina, e Dave Hubbard, do Havai, na prova de Drop Knee.

Lucas Nogueira alcançou esta sua primeira vitória no Sintra Portugal Pro de forma emocionante, nos últimos segundos de uma bateria dominada pelo francês Pierre Louis Costes. Lucas precisava de um 9 para vencer e, na última onda, com um espectacular combinação de backflip e rollo conseguiu um 9,4 que fez explodir o numeroso contingente brasileiro que torcia por ele no areal da Praia Grande.

"Já tinha conseguido chegar aos quartos-de-final da prova, em 2010, mas perdi com o Manuel Centeno", recorda Lucas, que participa no Sintra Portugal Pro desde 2002.

"Há 11 anos que venho aqui a Portugal e na minha primeira final, com a graça de Deus, consegui! O Pierre começou muito forte, chegou mesmo a deixar-me a precisar de uma combinação de notas, mas consegui diminuir a desvantagem e depois esperei que viesse uma onda, pelo menos tão boa como a primeira do Pierre. Ainda escolhi algumas erradas mas, finalmente, apareceu."

Agora, é a vez de pensar em voos mais altos...

"Essa vitória coloca-me na primeira ou segunda posição do GQS [circuito de qualificação] e com boa hipótese de entrar no top 24. Depois, é pensar em lutar por um título mundial."Na competição feminina, Isabela Sousa venceu, na meia-final, a compatriota Mayla Venturin e a japonesa Sari Ohaara na final, com algumas manobras aéreas impressionantes a confirmar o seu estatuto de campeã do Mundo.

"Foi muito bom vencer aqui em Portugal, pois adoro essa praia. É a segunda vez que ganho aqui e foi muito importante, pois com esse resultado passo para a frente do ranking mundial [ultrapassa a australiana Emma Cobb] e fico em boa posição para correr atrás do terceiro título."

Finalmente, no evento de Drop Knee, Dave Hubbard, antigo campeão mundial do Mundo da especialidade, bateu na final o sul-africano Sacha Specker, actual campeão mundial e colocando mais um tijolo numa rivalidade crescente:

"Os juízes decidiram atribuir-lhe a vitória na final de Pipeline há uns meses e acho que agora foi a minha retribuição", afirmou Dubb, que persegue novo título mundial.

Foi a despedida do Sintra Portugal Pro 2013, que deixa no ar o regresso da prova ao calendário do Grand Slam, com o regresso de todo o top 24 masculino a Sintra, conforme revelou o General Manager da IBA, Alex Leon:

"Queremos regressar para o ano com maior e melhor, provavelmente com um evento de Grand Slam Series masculino".

Manuel Centeno e Catarina Sousa caem ao quinto dia e levam esperanças nacionais com eles

cat ed

 

 

E no quinto dia do Sintra Portugal Pro, etapa do circuito Mundial IBA que decorre até amanhã na Praia Grande, os últimos portugueses em prova foram eliminados.


Manuel Centeno caiu às mãos do jovem prodígio sul-africano Tristan Roberts, e Catarina Sousa foi eliminada pela japonesa Sari Ohara, ambos nos quartos-de- final da competição.

 

Recordamos que Manuel Centeno e Catarina Sousa foram, curiosamente, os únicos portugueses a inscrever o nome no quadro de honra da competição, vencendo na Praia Grande em 2003 e 2009, respectivamente.

 

"Ter um nono lugar nesta prova nunca seria um bom resultado, e um quinto acaba por o ser, mas fico com a sensação que podia ter ido mais longe. Sinceramente, saí da água com vontade de partir qualquer coisa...", desabafou Manuel Centeno.

 

"Sabia que tinha de ter um score alto para ganhar a este miúdo sul- africano, daí não fazia sentido estar a desperdiçar energia a fazer ondas a torto e a direito. Tinha estado a observar os heats anteriores e sabia o que precisava para bater o Tristan, que ainda não fez um heat abaixo de 15 pontos. Infelizmente, ele conseguiu apanhar uma boa direita e quando fiz um 7 ele fez um 8 e nunca mais o consegui apanhar", resume Manuel Centeno.

 

Entretanto, Catarina Sousa, aos 36 anos, assume que esta derrota frente à japonesa Sari Ohara pode muito bem ter acabado com a sua carreira internacional:

 

"Nestas condições era muito difícil. Mas estava igual para as duas, por isso, não vou usar as ondas como desculpa. Sei apenas que precisava de chegar ao pódio para conseguir ir à etapa no Brasil. Infelizmente, dependia deste prize money para poder pagar essa deslocação e assim torna-se impossível."